RÁDIO 101 SMOOTH JAZZ - N.Y.

Mostrando postagens com marcador MUITO ALÉM DO PRÓPRIO UMBIGO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MUITO ALÉM DO PRÓPRIO UMBIGO. Mostrar todas as postagens

MUITO ALÉM DO PRÓPRIO UMBIGO

 

        Além da Rússia, a China entrou no cenário bélico atual de maneira insidiosa, o que pode levar o mundo a um ponto ainda mais crítico. Ou evoluímos ou não sei não...vai dar merda.

As tensões internacionais têm aumentado de forma perigosa e, sem ser alarmista, de uma maneira assustadora e rápida, contrapondo, sem precedentes, forças atômicas capazes de aniquilar a vida no planeta. Todas as potências nucleares do mundo estão em rota de colisão, algumas já colidindo.

Me vem à cabeça, um pensamento que me acompanha há décadas. Na verdade, é uma diversão mental solitária; comparar o estágio evolutivo/civilizatório humano com as etapas da vida de uma pessoa comum. É simples, tomo por base o surgimento do homo sapiens, que corresponderia ao nascimento de um indivíduo, e as eras seguintes da evolução da espécie são os diferentes estágios do crescimento humano; bebê, aprende a andar, a falar, a se comunicar, entra na primeira infância, pré e adolescência, juventude, maturidade até o estágio máximo de evolução possível ao tempo de vida de um ser humano. 

Por isso, alcançar a era da sabedoria só será possível à humanidade como um todo. É preciso que todos a alcancem de forma universal, que todos se beneficiem dela de forma pessoal e integral.  Como resultado de uma evolução construída durante milhares de anos, por caminhos abertos por todas as gerações precedentes que foram deixando seus legados para que as gerações seguintes agreguem suas contribuições e garantam a continuidade dos avanços e conquistas. Até que consigamos  resolver a intrincada e, até agora, insolúvel equação de satisfazer a todos e a cada um, ao mesmo tempo. Não só para os humanos, mas para todo planeta. 

Na minha aleatória opinião, a humanidade ainda está no início da adolescência. Medindo forças, tamanhos, pesos, testando limites e desafiando a morte, briguentos, inconsequentes, irresponsáveis, loucos. Governados pelos hormônios. Vivendo como se não houvessem nem amanhã e nem gerações futuras que terão que arcar com as nossas inconsequências.  A lei do humano mais forte é ainda mais cruel e impiedosa que na natureza. Porque, entre os homens, as forças foram covardemente multiplicadas em seu poder destrutivo e bestial.

Mesmo vivendo cada vez mais, poucos conseguem chegar ao estágio da maturidade, por falta de conhecimento sobre si mesmo e sobre a vida. Por que não se importaram com o que é importante. A maioria só envelhece, sem nada ter aprendido ou acrescentado. Sem ter contribuído para a evolução da espécie.

Poucos conseguem entender que a vida é muito mais que o próprio umbigo. 

Edmir Saint-Clair




LIVROS DO AUTOR - Clique para comprar

LIVROS DO AUTOR - Clique para comprar
À VENDA NA: AMAZON - AMERICANAS - CULTURA - MERCADO LIVRE - ESTANTE VIRTUAL - SUBMARINO

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS