RÁDIO 101 SMOOTH JAZZ - N.Y.

Mostrando postagens com marcador MISTÉRIO NO LEBLON. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador MISTÉRIO NO LEBLON. Mostrar todas as postagens

MISTÉRIO NO LEBLON

 

 Leblon, início do outono, 20h55m.

Eu acabara de sair da academia Lucinha & Cláudio, atravessara a Rua Humberto de Campos, na direção da Rua José Linhares que fica a menos de 50 metros, estava dobrando a esquina quando vi uma senhora idosa vindo na direção contrária. Ela dá uma topada na calçada, se desequilibra e começa a acelerar descontroladamente o passo. Não há como não cair.

Tento correr em sua direção para tentar ampará-la, mas, antes que chegasse perto o suficiente, surge do nada uma mulher esguia de cabelos pretos e a segura, colocando-a de pé e sumindo novamente.
Tudo não durou mais que 3 segundos.
Fiquei petrificado com a cena. Senti-me muito estranho, um desconforto cerebral extremamente desagradável. Como alguém aparece e desaparece do nada? Sim. Ela não surgiu ou foi embora correndo e foi desaparecendo. Ela apareceu e depois desapareceu, como um flash fotográfico.

A Senhora estava tão perplexa quanto eu. Quando conseguimos trocar olhares, foram de pura estupefação. Aproximei-me um pouco mais, perguntei-lhe o que tinha acontecido. Ela me relatou exatamente a mesma coisa que eu havia visto. Utilizando, inclusive, as mesmas expressões “apareceu do nada" e “Desapareceu do nada”. Ela relatou o que eu tinha presenciado com a mesma precisão de detalhes que eu percebera. Ou seja, quase nenhum. Mas, logo percebemos uma prova inequívoca do ocorrido: ela estava usando uma blusa branca de mangas compridas e haviam duas marcas de mãos onde o “ser” a segurara. Perfeitamente visíveis. Nós dois olhamos para as marcas e, em seguida, fitamo-nos com expressão de incredulidade.

Percebi que tínha visto algo extraordinário e que não havia palavras para descrever aquilo. Ficamos em silêncio por algum tempo e depois caminhamos lentamente até a entrada do prédio para onde a Sra. estava indo, na Rua José Linhares.

Despedimo-nos sem tocar mais no assunto, mas ainda visivelmente desconcertados, intrigados...

Nunca contei isso a ninguém. Nunca entendi o que havia acontecido.

- Edmir Saint-Clair


Gostou?  👇  Compartilhe com seus amigos

LIVROS DO AUTOR - Clique para comprar

LIVROS DO AUTOR - Clique para comprar
À VENDA NA: AMAZON - AMERICANAS - CULTURA - MERCADO LIVRE - ESTANTE VIRTUAL - SUBMARINO

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS